Linha sucessória

O Axé Ilê Obá foi fundado por Pai Caio de Xangô, sob orientação de casas tradicionais da Bahia, respeitando e direcionando a casa dentro dos fundamentos aprendidos e assim transmitidos, da mesma forma se organizou para que o processo de sucessão tivesse como critério a sucessão familiar.

sucessoria_caio2

Pai Caio de Xangô
Caio Egydio
25/Nov/1925  a 15/Fev/1985
Paulista, Pai Caio nasceu com o destino de se dedicar ao Candomblé, fundou o Axé Ilê Obá, e esteve no seu comando por 34 anos, dedicado a difundir ensinamentos da Tradição, Culto e Cultura dos Orixás Africanos. Não teve filhos e preparou sua sobrinha para substituí-lo no comando da casa.


sucessoria_sylvia

Mãe Sylvia de Oxalá
Sylvia Egydio
15/Jul/1938 a 08/Ago/2014
Segunda na sucessão, assumiu a liderança desta tradicional casa de Candomblé de São Paulo. Consolidou e muito trabalhou para divulgar as tradições de rituais queto, seguindo a raiz da casa que vem da Casa Branca, Gantois e Pilão de Prata. Esteve à frente do Axé Ilê Obá de 1986 a 2014.


Mãe Paula de Yansã
Paula Egydio
Primeira filha de Mãe Sylvia, crescida e criada dentro do Axé Ilê Obá. Assumiu o cargo de yalorixá do Axé Ilê Obá em 29 de agosto de 2015, com o compromisso de liderar a casa de força e dedicação à Orixalidade.